Seguro Desemprego – Tabela 2020 –


Com o reajuste, a parcela máxima a ser recebida passa de R$ 1.735,29 para R$ 1.813,03.

O pagamento do #segurodesemprego é feito de três a cinco parcelas, variando de acordo com o número de meses trabalhados e se a solicitação está sendo feita pela primeira, segunda ou terceira vez.

Primeira solicitação:

De 12 a 23 meses trabalhados – receberá quatro parcelas

24 meses ou mais – receberá cinco parcelas

Segunda solicitação:

De 9 a 11 meses trabalhados – terá direito a três parcelas

De 12 a 23 meses – receberá quatro prestações

24 meses ou mais – deve receber cinco parcelas

Terceira solicitação:

De 6 a 11 meses trabalhados – receberá três parcelas

De 12 a 23 meses – terá direito a quatro prestações

24 meses ou mais – receberá cinco parcelas

 

O benefício do seguro-desemprego é pago a trabalhadores demitidos sem justa causa por um período de 3 a 5 meses.

Têm direito ao benefício todo trabalhador formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta; trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador; pescador profissional durante o período do defeso; e trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

 

Principais Dúvidas

* Quem tem direito ao Seguro-Desemprego?

Tem direito ao seguro desemprego o trabalhador que:

  • – Tiver sido dispensado sem justa causa;
  • – Estiver desempregado, quando do requerimento do benefício;
  • – Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica (inscrita no CEI) relativos a:
    • # pelo menos 12 (doze) meses nos últimos 18 (dezoito) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;
    • # pelo menos 9 (nove) meses nos últimos 12 (doze) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação; e
    • # cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações;
  • – Não possuir renda própria para o seu sustento e de sua família;
  • – Não estiver recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.

 

* Quando requerer o benefício?

Trabalhador formal: do 7º ao 120º dia após a data da demissão. Pescador artesanal: durante o período de defeso, em até 120 dias do início da proibição. Empregado doméstico: do 7º ao 90º dia, contados da data da dispensa. Empregado afastado para qualificação: durante a suspensão do contrato de trabalho. Trabalhador resgatado: até o 90º dia, a contar da data do resgate.

 

* Quais são as condições para receber o Seguro-Desemprego?

– Trabalhador Formal –

  • ​- Ter sido dispensado sem justa causa;
  • – Estar desempregado quando do requerimento do benefício;
  • – Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e da sua família;
  • ​- Não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada, com exceção do auxílio-acidente e pensão por morte;
  • – ​Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, relativos:
  • # 1ª solicitação: pelo menos 12 (doze) meses nos últimos 18 (dezoito) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;
  • # 2ª solicitação: pelo menos 9 (nove) meses nos últimos 12 (doze) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação; e
  • # 3ª solicitação: cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações.​

 

Fique de olho: o valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do salário mínimo.

Acesse site da CAIXA para maiores informações >>> CLIQUE AQUI

 

Na dúvida fale com a gente (35) 3221-1682.

 

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Economia e da Caixa